terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Campos

Campos, Pampas ou Campos Sulinos são os nomes dados ao bioma encontrado na região Sul do Brasil e em partes da Argentina e Uruguai. Em áreas de transição com o domínio de araucárias, o bioma é conhecido como campos do alto da serra. A palavra “pampa” é de origem indígena e significa “região plana”. Essa é, justamente, uma das principais características desse bioma: seu relevo bastante plano. As outras características dos Campos são: presença de uma vegetação composta por gramíneas e plantas rasteiras, além de pequenos arbustos e Matas Ciliares próximas aos leitos dos rios; clima subtropical, com temperaturas mais amenas e chuvas regulares; e solo pobre em nutrientes, com acidez excessiva. Sua vegetação é composta por mais de 3 mil espécies de plantas. As mais encontradas são gramíneas, como a Stipa, Piptochaetium, Aristida, Briza e Mélica. A maior parte dos animais quem têm o bioma como habitat são aves e mamíferos. Neste sentido, os campos abrigam 22 espécies de aves e 11 espécies de mamíferos raros ou ameaçados de extinção. A cultura de arroz, milho, trigo e soja é uma das atividades econômicas realizadas no bioma, entretanto, a principal e mais importante delas é a pecuária de corte. É na região que se encontram os melhores rebanhos de corte do Brasil. O principal problema ambiental dos Campos é o processo de desertificação. O uso de maquinário pesado para plantações de soja e arroz dificulta a penetração de água no solo. Além disso, a criação de gado sem grandes preocupações com a recuperação e a manutenção da vegetação intensifica ainda mais esse processo. No Brasil, os Campos são encontrados unicamente no Estado do Rio Grande do Sul, compondo cerca de 63% de seu território.

Fonte: Brasil Escola

Nenhum comentário:

Postar um comentário